Coraline e o mundo secreto é uma adaptação cinematográfica do livro de Neil Gaiman lançado em 2003. Embora considerada um conto infantil, a combinação de uma atmosfera densa e uma ambientação Dark, faz com que a obra agrade também ao público adulto. Com esse livro Neil Gaiman pode fornecer as crianças leitoras uma aventura realmente emocionante e assustadora, sem pecar com cenas extremamentes inocentes.

A protagonista da vez é Coraline Jones e não ‘Caroline’ como muitos personagens costumam erroneamente chamá- la. No auge dos seus 11 anos, a menina muda-se com a família para outra cidade. Encarando a saudade dos amigos e tendo que lidar com pais escritores que passam todo o tempo disponível imersos na composição de um importante trabalho, Coraline ve- se praticamente privada da presença e atenção dos pais, e é assim que ela passa a conviver com as personalidades peculiares da nova vizinhança. Encontramos o menino Wybie e seu misterioso gato preto, o Sr.Bobinsky treinador de circo mal- sucedido e as irmãs que tiveram na juventude, o seu tempo de glória como artistas.

Enquanto explorava o casarão antigo, agora seu lar, Coraline depara- se com uma misteriosa porta que aparentemente não levava a lugar algum, estando murada sabe-se lá a quanto tempo. Porém, certa noite Coraline é atraida até a estranha porta e o que encontra é uma passagem secreta para um mundo alternativo e extremamente tentador.

Lá Coraline tem pais atenciosos e interessantes, seus brinquedos ganham vida e tudo parece perfeito e bem mais colorido, a única diferença que torna os personagens macabros em sua aparência, é a presença de botões no lugar dos olhos.

A história progride com essa vida dupla de Coraline, hora no mundo real e sem graça, hora no mundo perfeito das pessoas com olhos de botões! Claro que nem tudo que parece perfeito realmente é, a menina vai aos poucos descobrindo que talvez essa versão modificada do mundo real, não seja realmente, uma versão melhor.

É através das experiência de Caroline com seu “outro” pai e com sua “outra” mãe, que o filme chama a atenção para a constante insatisfação do ser humano. Sempre imaginamos como seriam as coisas se pudessemos moldá- las de acordo com o que desejamos, porém, praticamente não nos damos conta que a graça de viver está nas incertezas e nas apostas que fazemos das nossas vidas. E é justamente quando Caroline percebe que as coisas são bem diferentes do que se mostram nesse mundo descoberto a pouco, que passa a correr um grande perigo, tendo que recorrer a toda sua inteligência e audácia para salvar a si próprio e a seus pais verdadeiros.

Outro atrativo do filme é a própria animação. Abaixo foto do set de filmagem de Coraline e o Mundo Secreto.

O filme foi produzido inteiramente em Stop Motion, técnica praticamente artesanal que simula o movimento através de fotografias, em Coraline e o Mundo secreto, foram utilizadas cerca de 24 imagens por segundo, assim como diversos bonecos e cenários físicos. A produção do filme teve sua pré- produção iniciada em 2005, sendo lançado apenas em 2009.

Abaixo um vídeo do Making off do filme, onde o diretor Henry Selick explica alguns processos de criação. É bem interessante, dá pra ter uma ideia do trabalho minucioso desempenhado para que Coraline ganhasse vida. 😉

Anúncios