Livros, Filmes e Nerdices aleatórias

Eu Fui – Willi Willie Bar Arqueria

williwillie-ColorindoNuvens

Olá pessoal! No post de hoje vou falar tudo o que achei do Willi Willie um Rockbar de são Paulo que tem espaço para shows e arqueria. Semanas atrás tive a oportunidade de conhecê-lo já que um amigo meu e do Renato (meu namorado) foi comemorar aniversário lá!

Estou achando divertido compartilhar aqui no blog os lugares novos que estou conhecendo. Acho super saudável para alguém cronicamente entediada como eu, procurar fazer coisas diferentes de vez em quando. Isso traz novas experiências, muda a rotina e deixa a gente mais animada HAHAHA!

O bar é localizado na região de Moema. O ambiente em si não é muito grande, mas no final tem espaço para todo mundo.

williwillie-ColorindoNuvensEspaço para arqueria

williwillie-ColorindoNuvensPalco para shows

Você pode reservar mesa para assistir ao show com maior comodidade e saborear as porções que eles vendem. Particularmente acho que a parte gastronômica não é o forte do estabelecimento. As comidinhas estavam Ok, mas demoraram bastante para serem entregues e não eram assim, tãaao gostosas, rs!

Quanto as bebidas só experimentei uma saquerinha de abacaxi que por sinal, estava muito boa, com relação ao restante não posso avaliar, já que não tenho parâmetro para isso.

Eles possuem um palco para shows de bandas de rock ou Stand ups! Na noite em que eu fui a banda cover Arena Rock estava se apresentando e eu particularmente gostei bastante do show, deu para curtir alguns clássicos!

O bar é conhecido pelo espaço reservado para a prática de arco e flecha. As filas estavam enormes, quem se animou passou mais de uma hora na fila, eu preferi evitar esse “desgaste” hahaha. Recomendo que cheguem mais cedo, no início da noite não havia tanta concorrência.

Os tiros com arco são supervisionados por um instrutor. Você paga R$7,00 e tem direito a dez tiros. Eu já tive a oportunidade de atirar com arco e flecha numa feira de cutelaria que fui em Sorocaba há algum tempo e recomendo a experiência para quem nunca atirou. É bem interessante!

arenarock-ColorindoNuvens

Eu acabei não tirando muitas fotos só essa do show mesmo. A iluminação do ambiente também não contribui já que o local é meio escuro. Todas as demais imagens desse post estão disponíveis no site do bar. Lá você encontra mais informações sobre a casa.

E vocês o que andam fazendo por ai? Tem algum lugar legal para indicar?

Arte – Personagens Frozen no Estilo Tim Burton

FrozenTimBurton-ColorindoNuvens

A Elsa e a Anna de Frozen estão prestes a ganhar um novo curta metragem intitulado Febre Congelante que será exibido antes de Cinderela que estreia no Brasil em Abril.

Com essas princesas em alta novamente resolvi mostrar para vocês uma arte que eu achei super bonitinha e diferente que retratam essas carismáticas personagens Disney no estilo bem peculiar das produções do Tim Burton. 

As ilustrações possuem cores em tom bem frio e as personagens são retratadas com olhos bem grandes e marcantes conferindo-lhes um ar sombrio e cadavérico. Os traços lembram em muito produções como A Noiva Cadáver e O Estranho Mundo de Jack, ambos filmes do Tim Burton, o estilo dele é inconfundível e sabendo dosar acho que fica muito bom!

A autora dessas imagens é a artista japonesa Yoko que conseguiu manter todo o carisma das personagens mesmo deixando-as tão diferente de sua versão original. No tumblr da artista vocês encontram outros de seus trabalhos.

Eu já encontrei muitas ilustrações legais envolvendo essas personagens inclusive algumas artes conceituais super bonitas. As minhas preferidas viraram posts aqui no blog. Neste post aqui  vocês podem conferir as ilustrações feitas pela artista Brittney Lee. Nesse outro post a arte fica por conta de Jim Kim. Vale a pena conferir!

E vocês gostaram dessa misturinha entre as personagens Disney e o estilo do Tim Burton?

FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvens FrozenTimBurton-ColorindoNuvensFrozenTimBurton-ColorindoNuvens

Série de Tv – True Detective (2014)

SerieTrueDetective-ColorindoNuvensAcho tão bom quando encontro uma série que me empolga. Geralmente eu não consigo me interessar tão facilmente pelas centenas de séries atuais, nem mesmo por alguns grandes sucessos de critica.

Talvez seja criteriosa demais e comece a ver pequenos defeitos que me incomodam e não me instigam a continuar até o final, mas com True Detective foi diferente e me interessei do começo ao fim, por diversos motivos.

Protagonizada por Martin (Woody Harrelson) e Rust (Matthew McConaughey), dois policiais que investigam um caso de caráter ritualístico no interior de Louisiana, a série se passa em dois momentos diferentes. Parte dela ocorre nos anos 2000 quando os policiais são intimados a prestar depoimento sobre o caso já encerrado. Já a outra parte passa-se nos anos 90 no período da investigação, cenas que quase sempre começam ou terminam com a narração de um dos protagonistas durante os depoimentos.

Isso, particularmente, torna a série ainda mais interessante já que é visível as mudanças físicas e psicológicas nos personagens. Martin desistiu da carreira na policia e se acomodou como investigador pessoal, já Rust demonstra fisicamente que a vida nesses anos se mostrou extremamente ingrata.

SerieTrueDetective-ColorindoNuvensAlguns episódios são mais parados e focados na investigação. Há também grande destaque na interação entre os policiais, Martin e Rust são bem diferentes entre si, e formam aquela dupla de personagem que se odeiam, mas complementam um ao outro.

As cenas de ação são menos frequentes, mas quando acontecem são de tirar o fôlego. Há também menção ao Rei de Amarelo e Carcosa, entretanto, no decorrer da trama esse assunto acabou servindo apenas como um background da história, não há um aprofundamento ou maiores explicações sobre o assunto.

Quem está à procura de uma série policial mais agitada talvez, possa sentir os episódios meio arrastados, mas eu particularmente acho legal histórias que se aprofundam no drama pessoal de seus personagens.

Rust é o retrato do vazio e isso reflete até mesmo na sua casa, sem móveis. Depois de algumas tragédias em sua vida, é até justificável essa certa descrença, mas ele é completamente desapegado a tudo e dedica-se totalmente a resolução do caso.

SerieTrueDetective-ColorindoNuvensDurante a série Matthew McConaughey rouba a cena. Achei muito legal a visão dele sobre a vida e a maneira como ele sabe filosofar. Veja só essa frase: “se alguém precisa das regras da religião para ser uma pessoa decente, então essa pessoa não vale nada.” Sim, ele veio para causar polêmica e acho isso um dos pontos mais fortes da série.

Depois de acompanhar os 8 episódios que compõem a primeira temporada, posso dizer que o capitulo final começou meio morno, acho que ai seria o momento ideal para mais ação, que ficou restrita somente as cenas finais.

As temporadas são histórias fechadas, ou seja, na segunda temporada que estreia em Junho, encontraremos uma nova trama e novos personagens.

Abaixo vocês podem ver o vídeo de abertura da série. Achei bem interessante a montagem das imagens nos rostos dos personagens principais. Sem contar que a abertura literalmente resume a história!

Vocês ai já conheciam essa série? Também gostaram? Quero muito saber a sua opinião, me conta, vai? HAHAHA Beijos!

Filme – Fury (Corações de Ferro, 2014)

https://colorindonuvens.files.wordpress.com/2015/03/filmefury-colorindonuvens.jpg

Por ser um dos fatos mais importante da nossa história a Segunda Guerra Mundial já foi palco para muitas produções cinematográficas. Eu particularmente gosto do assunto, embora de uns tempos para cá estivesse evitando filmes que abordasse o tema.

Fury ou Corações de Ferro, no Brasil foi uma escolha totalmente influenciada pelo meu namorado, um apaixonado pelo assunto, e foi uma decisão acertada já que a trama que tem como protagonista Brad Pitt e Logan Lerman é, sem sombra de dúvida, muito boa!

A história nos mostra a rotina dos soldados que conduziam tanques de guerra pelo campo de batalha. Eu nunca havia pensado sobre o assunto dessa maneira e sequer imaginado quais eram as condições enfrentadas pelos soldados que literalmente, davam vida a essas máquinas destruidoras.

https://colorindonuvens.files.wordpress.com/2015/03/filmefury-colorindonuvens.jpg

O filme se passa em Abril de 1945 quando a guerra já entrava em sua reta final. A aparência dos personagens representa bem à exaustão de um grupo de soldados que já havia passado por todos os horrores da guerra, a única exceção é Norman (Logan Lerman), o jovem treinado para ser escrivão, mas que, literalmente, é jogado no campo de batalha.

Eu me identifiquei com o seu choque e ingenuidade. Norman precisa abandonar ou pelo menos minimizar o seu lado religioso e correto para encarar a realidade brutal onde não há escolha, somente matar ou morrer.

https://colorindonuvens.files.wordpress.com/2015/03/filmefury-colorindonuvens.jpg

Na sua fase de adaptação presenciamos diálogos intensos e cenas fortes, na qual, Brad Pitty como o sargento Wardaddy destaca-se como o comandante do grupo. Suas ações podem até parecer impiedosas inicialmente, mas é essencial ao desenvolvimento de Norman durante as batalhas.

Também não há do que reclamar das cenas de ação. O diretor que também foi responsável pelo roteiro conseguiu equilibrar muito bem o desenvolvimento dos personagens e o da guerra. A fotografia é excelente e o predomínio de tons acinzentados foi uma decisão acertada!

Grande parte das cenas ocorre no interior do tanque “Fury”, que dá nome ao filme em seu título original. No confinamento conflitos acontecem frequentemente e os integrantes da equipe, personagens bem estereotipados, desempenham bem cada qual o seu papel.

https://colorindonuvens.files.wordpress.com/2015/03/filmefury-colorindonuvens.jpg

No meio de tanto sangue e morte David Ayer também encontrou espaço para o amor. Apesar de bem intencionada o que rende uma cena de diálogo tenso a lá Bastardos Inglórios, a passagem ocorre de maneira rápida e o seu desfecho um tanto exagerado.

Fury talvez não consiga se tornar um grande clássico, mas tem bastante potencial. Eu gostei e recomendo! E vocês? O que acharam? Me contem a sua opinião!

Arte – O Encontro das Princesas Disney com Vilões do Cinema

ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens

Hoje vou mostrar para vocês mais Mash ups de personagens inseridos no universo Disney! Depois de mostrar personagens como Stitch, Peter Pan, Venelope e o simba interagindo tão naturalmente com os pokémons, chegou a vez de conferirmos as tão famosas princesas dos contos de fadas encarando situações de perigo ao se depararem com os vilões mais famosos da ficção!

O tema é no mínimo sombrio, mas eu adoro essas coisinhas um tanto macabras e com um pouquinho de terror. Não faz muito tempo e eu fiz um post sobre os personagens dos contos de fadas encontrando um triste destino, dessa vez, o ato não se completou totalmente, mas já podemos imaginar o que aconteceria se esse encontro fosse possível!

Apesar de artisticamente não ser a minha preferida a imagem da Aurora em sono profundo frente a frente com o Freddie Cruger é de arrepiar, a mais bonita visualmente para mim é a da Rapunzel e a ameaça tão real do Coringa de Heath Leadger!

A ideia fica por conta de José Rodolfo Loaiza Ontiveros, um artista mexicano que já é famoso por fazer essas misturinhas polêmicas com os personagens da Disney. Interessante, né?

ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvensViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens ViloesCinemaPrincesasDisney-ColorindoNuvens

Arte – Conheça os Gatinhos Fantasmagóricos de Endre Penovac

ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens

Esse post conseguiu reunir dois assuntos que eu adoro: Ilustrações e gatinhos! Eu nunca tive um gato sequer em toda a minha vida e olha que eu já tive muitos bichinhos que eu tanto amo e sinto saudades.

Acho que as circunstâncias nunca foram propícias para ter um bichano, inicialmente era a família que não aprovava a ideia. O fato de ter passarinhos também foi outro obstáculo, não poderia colocá-los em perigo, já que são animais que dificilmente se dão bem juntos.

Agora, as questões a se pensar, são outras. Moro em um apto, tenho alergia a pelos e passo o dia inteiro fora de casa! Por enquanto, só posso apreciar os gatinhos alheios ou os retratados em ilustrações tão bacanas como essas!

A arte fica por conta de Endre Penovac que certamente fez um belíssimo trabalho em aquarela. Os gatinhos adquiriram um ar bem misterioso e fantasmagórico e os efeitos são impressionantes, os bichanos estão literalmente saltando da folha de papel, divididos entre dois mundos!

Aproveitando que hoje é sexta-feira 13 achei o post ideal para a data! E vocês o que acharam dessas ilustrações? Também são apaixonados por gatinhos?

ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens

ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens ArteGatosFantasmagoricos-ColorindoNuvens

Arte – Ilustrações Disney Por Rafael Mayani

IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvensHoje vou apresentar para vocês um talento! O nome dele é Rafael Mayani um ilustrador Freelancer da cidade do México responsável por um projeto que resultou em 54 ilustrações baseadas no Universo Disney que levaram cerca de 1 ano e meio para serem finalizadas!

Ele se propôs a assistir em ordem cronológica todas as animações do Estúdio Disney realizadas até hoje e se desafiou a criar uma arte que representasse cada um dos filmes.

O resultado é surpreendente e eu gostei de cada uma das ilustrações. Além do traço super elegante do artista a paleta de cor utilizada também me agradou bastante!

Eu separei os trabalhos em dois posts diferentes, são tantas ilustrações legais que não deu para me contentar em escolher apenas algumas hahaha! Nesse primeiro post fiz uma seleção apenas com personagens femininos. Tem a Ariel, a fofa da Rapulzel, a Bela, Alice, Elsa e muitas outras!

Vale muito a pena visitar  o site oficial do artista para conhecer outros de seus projetos ou o seu perfil no Behance! Muito legal, né? O que vocês acharam?

IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvensIlustracoesDisneyRafaelMayani IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens07 IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens IlustracoesDisneyRafaelMayani-ColorindoNuvens

Momentos Coloridos – Fevereiro 2015

MomentosColoridosFevereiro2015
Como faço no início de cada mês hoje venho contar quais foram os principais acontecimentos do mês que passou!

Frequentemente acho que os dias estão passando rápido demais, afinal, já estamos entrando no terceiro mês de 2015, mas depois paro para pensar e constato sem grandes dificuldades que quase todo dia reclamo que a minha rotina é igual e que os dias se arrastam! Vai entender essa cabecinha!

Acho que todos nós, em algum momento, acabamos tendo esse tipo de percepção, o que não pode acontecer é nos acomodarmos quando algo não vai bem. Andei pensando muito sobre isso, me chateando e me desesperando também, mas então decidi que o caminho do desespero não é a melhor saída, muito pelo contrário, precisamos estar calmos para encontrar uma solução e também, acreditar que temos uma saída.

Crises existenciais a parte, Fevereiro se mostrou um pouco mais animado que Janeiro. Na primeira semana do mês terminei um curso de PS que fiz na Impacta. Deu para aprender bastante embora muitos assuntos interessantes ficaram restritos para o próximo módulo do curso.

O Carnaval pode ter sido um dos momentos mais aguardados do ano para muita gente, mas acreditem, eu só entrei no clima de feriado no sábado de Carnaval, nem fiquei com expectativa nem nada!

Claro que depois essa ideia mudou completamente e eu só pude desejar que o feriado se alongasse ao máximo! Fiquei em casa descansando o que foi muito bom por um lado, mas por outro nem tanto, já que esse sentimento de querer ficar em casa me ocorreu com bastante frequência nesse mês que passou.

Johnny Rockets

MomentosColoridosFevereiro2015

Aproveitei o feriado para conhecer um lugar novo! Fomos à hamburgueria Johnny Rockets, nesse post aqui contei detalhadamente o que eu achei,  lembram? Eu particularmente gostei muito do lugar. A decoração é bem legal e totalmente voltada aos anos 50. Além disso, os lanches são ótimos e o Milk shake também!

Cia Oriental

MomentosColoridosFevereiro2015

Fui comemorar o Valentine’s day com o namorado na Cia Oriental, na Liberdade. Acho que esse é o restaurante que mais frequentei em toda a minha vida. Sou apaixonada pelos sabores do lugar e até agora ele é o meu restaurante japonês favorito! Vou fazer um post sobre isso ai vocês vão entender melhor porque vale muito a pena conhecê-lo!

♥ Grilleto

MomentosColoridos-ColorindoNuvens

Esse dia também foi especial! Fomos a um shopping aqui perto de casa e optamos por essa deliciosa tábua de carnes do Grilleto! Frequentemente estou trocando os famosos hambúrgueres de fast food por algo diferente e essa tábua caiu como uma luva hahaha! Nesse dia tirei várias fotinhos com o namorado, estava me sentindo particularmente bem e quis aproveitar para registrar!

♥ Leituras

MomentosColoridos-ColorindoNuvens04

A leitura do mês ficou por conta de Operação Perfeito e Maus! O primeiro eu já terminei e até já fiz um post. O livro não é ruim, mas não consegui me empolgar pela história, apesar de tudo foi uma distração para o período em que estive em casa com uma gripe daquelas. Maus está sendo um grande companheiro diário, leio poucas páginas por dia e em breve farei um post sobre a história de Vladek!

♥ Sev e as Suculentas + Leather Jacket

MomentosColoridos-ColorindoNuvens

Sim, eu também fui contaminada pela febre das suculentas. Quando vi esses pequenos vasinhos por menos de 1 real não pude deixar de levar algumas pra casa. Por enquanto ainda estão bem, depois pretendo trocá-las para vasinhos mais bonitos! Ah, e esse Gnomo sorridente é o Sev!

Olha que Jaqueta linda que encontrei na Renner! Foi amor à primeira vista! Estava em busca de uma jaqueta assim faz tempo. É igualzinha como eu imaginava.

Bom, mês que vem tem mais espero que vocês continuem acompanhando o blog, em breve teremos novidades legais por aqui! E que Março seja um mês especial para todos nós! Beijos!

Filme – O Grande Hotel Budapeste (2014)

GrandeHotelBudapeste-ColorindoNuvens

E hoje teremos mais um post sobre filme aqui no blog! Nos últimos dias estive inspirada para assistir aos filmes que todo mundo estava comentando por conta do Oscar e nada melhor do que conferir e tirar as nossas próprias conclusões, não é mesmo?

Para quem não se lembra já falei de Birdman, que foi premiado como “Melhor Filme” no Oscar 2015, do monótono, mas simpático Boyhood e agora chegou a vez de O Grande Hotel Budapeste!

A produção é super bonitinha devido aos cenários e a maneira com que a história é contada. As atuações são bem teatrais e um pouco caricaturadas, mas isso não compromete a qualidade do longa, muito pelo contrário, traz personalidade e dá um charme para a trama.

GrandeHotelBudapeste-ColorindoNuvensMonsieur Gustave (Ralph Fiennes)

O Grande Hotel Budapeste trata-se basicamente, de uma história dentro de outra e ocorre em três momentos diferentes, pode até parecer confuso, mas no final tudo se encaixa perfeitamente.

Nas primeiras cenas vemos uma garota portando um livro e observando um busto do autor da obra, provavelmente já falecido. A partir de então, somos levados até o autor em sua velhice, quando este, decide contar a história do Grande Hotel Budapeste.

A trama dá um salto ainda mais fundo e vamos parar em 1932 quando o autor ainda jovem, (interpretado por Jude Law) hospedou-se no Hotel já em decadência e conheceu Zero Moustafa (F. Murray Abraham), o atual dono da construção. Mais uma vez, viajamos no tempo. Vamos parar na época mais gloriosa do Hotel, e é justamente ai que reside a trama principal da história.

GrandeHotelBudapeste-ColorindoNuvensMadame D (Tilda Swinton) amparada por Gustave

Encontramos Zero (Tony Revolori) ainda muito jovem quando o garoto recebeu a oportunidade de trabalhar como ajudante do concierge Monsieur Gustave (Ralph Fiennes) e aos poucos vamos entendendo quais foram os fatos decisivos que o levaram a se tornar o proprietário do Grande Hotel Budapeste.

A parceria dos personagens tem início quando o galanteador Monsieur Gustave herda uma valiosíssima obra de arte. O fato desperta a atenção e o desagrado da família da viúva e a partir de então, Gustave e Zero passam por situações inusitadas cheias de ação, romance e vilanias.

GrandeHotelBudapeste-ColorindoNuvensZero e Agatha (Saoirse Ronan)

Todas as cenas são muito bem elaboradas, o visual é admirável e eu particularmente gostei muito da paleta de cor do filme. Ralph Fiennes está ótimo em seu papel e é incrível observar como o personagem mantém toda a sua classe e refinamento mesmo diante de um mundo cada vez mais violento e grotesco.

A história progride de maneira bem dinâmica mas, quando a trama chegou ao fim fiquei com aquela sensação de “ahh, mas já acabou?”. Acho que a história tinha potencial para mais algumas reviravoltas!

Vocês também já assistiram essa produção? Também gostaram? Me conte o que achou nos comentários!

Livro – Operação Perfeito de Rachel Joyce

OperacaoPerfeito-ColorindoNuvens

Quando escolhi essa obra na livraria estava em busca de uma leitura suave. Estou lendo Maus uma HQ sobre o Holocausto e simplesmente não consigo avançar muitas páginas de uma só vez, por achar a trama muito densa.

Então, decidi buscar um livro que fosse completamente o oposto e Operação Perfeito foi uma escolha bem aleatória, apenas essa frase me chamou a atenção: Uma história sobre um segredo, um erro terrível e a natureza destrutiva da perfeição.

Eu esperava encontrar uma trama que abordasse o tempo e consequentemente, a perfeição inexistente que buscamos. Talvez, quisesse uma história que pudesse tratar de duas questões que frequentemente me incomodam e ter encontrado qualquer coisa menos isso, com certeza, contribuiu para aumentar a minha decepção com o livro.

Parte da história se passa em 1972 quando foi anunciado que dois segundo iriam ser acrescentados ao tempo. O fato que causou tanto espanto para o garoto Byron mostrou-se realmente desastroso e a sua vida mudou completamente nesse pequeno e imperceptível momento.

OperacaoPerfeito-ColorindoNuvens

É justamente nesses dois segundos extras que o garoto presencia um acidente de carro causado pela mãe, porém, Diana passa a agir como se nada tivesse acontecido e quando os questionamentos sobre o ocorrido tornam-se insuportáveis demais para serem guardados só para si, o garoto solicita ajuda a James, o seu melhor amigo, e juntos iniciam a Operação Perfeito, que consiste numa série de ações com o objetivo de investigar e solucionar o caso.

A outra parte da trama passa-se nos dias atuais e acompanhamos parte da história e cotidiano de Jim, um sujeito de meia idade e alguns distúrbios comportamentais e TOC.  Seu passado nos é revelado gradativamente e ao longo da trama vamos conhecendo os fantasmas de seu passado e o que o levou a passar grande parte de sua vida em Instituições Psiquiátricas.

Tendo como plano de fundo o mesmo cenário, percebemos como o garoto Byron e Jim enxergam a charneca, as construções, as contradições e a beleza da cidade londrina nas diferentes épocas em que se passam as histórias até que os enredos possam finalmente se encontrar e revelar os laços que os unem.

OperacaoPerfeito-ColorindoNuvens

A leitura é bem simples, mas o livro demora a engrenar e mesmo quando isso acontece ficamos presos a uma trama que parece não ter muito fundamento ou importância. O fato central da história não adquiriu um significado real para mim o que dificultou o meu envolvimento.

Por se tornar a maior vítima do acidente que ela mesma causou Diana Hemmings adquire grande destaque no decorrer dos capítulos e a sua rotina antes totalmente focada nas crianças começa a se alterar ao iniciar uma amizade destrutiva com o objetivo de recompensar todos os danos causados.

Seymor, o pai, passa a maior parte da história ausente e é representado como uma figura opressora que fornece a família uma ótima condição de vida, mas falha miseravelmente quando o assunto é o amor.

Operação Perfeito nos fornece uma história “OK”. Não é de todo ruim, mas não empolga ou impressiona. Seus personagens apesar de bem construídos não conseguiram me causar empatia e alguns desfechos se mostraram superficiais ou previsíveis.

Vocês já leram esse livro? Também tiveram essa impressão negativa? Me contem nos comentários! Beijos e até a próxima!